Lunes, 23 de septiembre de 2019
 
Homenagem a Maria e as mães dos alunos
 
Colégio Santo Agostinho CSA , Leblon (RJ, Brasil)
 

A ação pastoral do CSA enfatiza, não somente a formação religiosa dos alunos, que na catequese entram no processo de evangelização. Este labor pastoral permite o conhecimento, o aprofundamento, a vivência dos sacramentos de iniciação, mas quer atingir também aos pais dos alunos, que fazem uma opção livre e consciente do Deus de Jesus Cristo, como expressão de sua vida de fé pessoal e comunitária.

O CSA é ciente de que os pais dos alunos católicos desejam e exigem um ensino religioso integral na educação de seus filhos, assumindo, de boa vontade, a sua própria evangelização, como modo coerente de acompanhar os seus filhos na formação religiosa.

Por isso, o CSA se se empenha em evangelizar os pais dos alunos, oferecendo‑lhes momentos de partilha da fé, em atos religiosos extra‑colégio, que reafirmam a identidade católica dos pais.

Assim, o CSA, por motivo da celebração do Dia das Mães, dia profundamente vivido e festejado no Brasil, homenageou a Maria e as mães dos alunos, num ato litúrgico, acontecido dia 16 de maio, no templo da paróquia de Santa Mônica. Os destinatários desse evento religioso foram os pais e alunos de 1º a 5º ano de ensino fundamental.

A igreja paroquial foi pequena para acolher tão grande multidão de pais e pequenos alunos. Frei Heliodoro dirigiu a paraliturgia, com muita unção religiosa e competência, envolvendo a todos os presentes, nos sentimentos de fé e amor mariano.

A imagem de Maria, que entrou no templo, levada pelas mães, foi o centro da veneração e de homenagens. Sentia‑se dentro da igreja uma grande alegria e uma singela devoção mariana. Entre cantos, danças de alunos e rebolar de lencinhos brancos, foi transcorrendo a celebração.

Frei Heliodoro, em todo momento, soube transmitir, com simplicidade e clareza, a mensagem de fé em Maria, proferindo também palavras calorosas às mães, muitas delas, com os olhos umedecidos.

Finalmente, todos os presentes se despediram de Maria, quando o andor deixou o templo, em meio de cânticos, palmas e acenos de devoção mariana. Foi, sem dúvida, um momento de fé e devoção, para que os pais possam permanecer engajados na formação integral de seus filhos.