Martes, 23 de abril de 2019
 
Escola de Formadores da Ordem no convento "Desierto de la Candelaria", Colômbia.
 
No El Desierto de la Candelaria em Ráquira, Colômbia, as províncias da Ordem se reúnem para aprender umas com as outras a maneira de formar os candidatos que desejam abraçar a vida comunitária que os religiosos da Ordem dos Agostinianos Recoletos vivem. Vários religiosos, que trabalham na formação e provenientes de diversas partes do mundo, estão reunidos no convento, que também é casa de noviciado, para participarem da “Escola de Formadores”.
 

As quatro províncias da Ordem (Santo Tomás de Vilanova, São Nicolau de Tolentino, Nossa Senhora da Candelária e Santo Ezequiel Moreno) estão representadas por religiosos que querem se capacitarem ainda mais para o processo formativo (humano e divino) das vocações que desejam crescer nos princípios e práticas dos agostinianos recoletos, sempre buscando ter uma só alma e um só coração dirigidos para Deus. Ao todo, 35 frades participam do curso.

O programa apresentado foi organizado pelo secretariado geral de espiritualidade e formação, em sintonia com o Projeto de Vida e Missão da Ordem que considera a formação, tanto a inicial quanto a permanente, como uma das áreas que necessitam de revitalização.

O prior geral, frei Miguel Miró, afirma o seguinte em sua mensagem: “Vamos sonhar juntos com uma formação na Ordem que atinja o coração e que o marque com o fogo do Espírito Santo”. O próprio logo do curso concretiza tal pensamento: “In Imum Cordis”, que significa, “no mais profundo do coração”. O curso começou no dia 27 de janeiro e se encerra no dia 07 de fevereiro de 2019.

A primeira semana do curso foi dedicada à apresentação e aprofundamento do Itinerário Formativo dos Agostinianos Recoletos (IFAR). Para isso, foram apresentadas Conferências e oficinas de trabalho relacionadas ao tópico, com o objetivo de fornecer um entendimento comum do programa de formação dos agostinianos recoletos.

A segunda semana do curso apresentou temas mais teóricos, como afetividade-sexualidade, as chaves básicas para o acompanhamento pessoal, etc. Todos aproveitaram muito tudo o que foi apresentado no curso.  A própria participação no curso, a convivência entre os irmãos, estreita os laços de amizade e formação do humano e do divino, tão necessários para a formação inicial e permanente.

Os religiosos da Ordem que estão à frente do curso da Escola de Formadores são frei Francisco Javier Monroy, frei Germán Andrés Rodríguez, frei Kenneth Joseph Onda e frei Danilo José Janegitz. Com o “fogo do Espírito Santo” que o prior geral havia falado aos participantes, todos esperam que o intenso programa de formação produza mais e melhores formadores para a realidade dos agostinianos recoletos.  

 

Fonte: site da Província Santo Ezequiel Moreno

Tradução e edição: frei Mason